CAJUEIRO DOS PAPAGAIOS – ARACAJÚ

Canion do Xingó

Embarque comigo numa deliciosa viagem a essa simpática cidade nordestina que recebe a todos de braços abertos.

Point de agito da cidade de Aracaju

Point de agito da cidade de Aracaju

Planejada para ser a capital de Sergipe, Aracaju foi fundada em 17 de março de 1855 pelo então presidente Inácio Joaquim Barbosa, que transferiu a sede do governo da cidade de São Cristóvão, no interior, para o litoral, visando o progresso da província de Sergipe Del Rei. Completamente planejada na forma de um tabuleiro de xadrez, a cidade – hoje com aproximadamente 700 mil habitantes – está situada às margens do rio Sergipe, no setor norte, e do rio Vaza-Barris, ao sul. Um pequeno passeio pelas redondezas faz com que o visitante rapidamente descubra o que o Cajueiro dos Papagaios tem de bom a oferecer.

Mangue Seco

Mangue Seco

O QUE FAZER
Dentre os diversos roteiros turísticos existentes, não deixe de fazer pelo menos 3 deles: Roteiro de Dunas e Manguezais, Navegação pelo Cânion do Xingó e Visita à Foz do São Francisco.

Canion do Xingó - Foto Alejandro Zambrana

Canion do Xingó – Foto Alejandro Zambrana

DUNAS E MANGUEZAIS
Partido da capital, em rota pelo litoral sul entre os municípios de Estância e Indiaroba, faço um itinerário composto por belas praias e dunas, até a chegada nos manguezais – um tipo de ecossistema – que funciona como importante berçário de espécies marinhas, com estimativa de abrigar cerca de 2 mil espécies de animais vertebrados, invertebrados e microorganismos.

Passeio de buggy em Mangue Seco - Foto de Wellington Barreto

Passeio de buggy em Mangue Seco – Foto de Wellington Barreto

Após embarcar numa escuna, você poderá avistar a Ilha da Sogra, localizada entre o rio e o mar, lugar em que – segundo a lenda local – um pescador teria “esquecido” sua sogra. Devido à beleza nativa, muitos questionam se o tal esquecimento foi um castigo ou um presente dado a ela.

Pescador

Pescador

Sigo adiante num divertido passeio de buggy pelas praias do Saco, Abais, Indiaroba, entre outras, para chegar a São Pedro do Portal, passagem obrigatória para Mangue Seco – local ideal para desfrutar da praia e fazer um “pit-stop” para comer a Moquequinha de Aratú na Folha de Alicurí, que você só encontra na barraquinha da Dona Raílda, em frente ao restaurante Asa Branca.

Por do sol em Mangue Seco

Por do sol em Mangue Seco

NAVEGAÇÃO NO CÂNION DO XINGÓ

No comando do Vaza-Barris - Foto - Alejandro Zambrana

No comando do Vaza-Barris – Foto – Alejandro Zambrana

O Cânion do Xingó está localizado no município de Canindé do São Francisco, distante 213 km da capital. Após a construção da Usina Hidrelétrica de Xingó (responsável por 25% da energia gerada para o NE), no final da década de 80 e represamento das águas do “Velho Chico”, a profundidade do rio passou de 15m para 160m, conferindo ao Cânion do Xingó, o título de ser então, o 5º maior cânion navegável do mundo.

Passeio de canoa no Cânion do Xingó

Passeio de canoa no Cânion do Xingó

O passeio é feito em uma escuna que percorre um trajeto de 18 Km, passa por Canindé (SE), Piranhas (AL) e Delmiro Gouveia (BA), desliza nas águas serenas do rio por entre imensos paredões rochosos com mais de 90m de altura, faz uma parada para mergulho e passeio de canoa.

Parada para banho no Cânion do Xingó

Parada para banho no Cânion do Xingó

O trajeto da capital até o ponto de embarque é feito por terra e a viagem dura cerca de três horas e meia pela Caatinga, com uma parada em Nossa Senhora da Glória para uma esticada nas pernas e degustação dos saborosos doces da Dona Nena. Você ainda pode aproveitar para visitar a Grota de Angicos, local onde Lampião e seu bando foram emboscados e mortos pela Patrulha Volante. O tempo do trajeto de ida e volta de carro na estrada, torna o roteiro um pouco cansativo, mas com certeza, o que você desfruta por aqueles lados é compensador.

Grota de Angicos

Grota de Angicos

VISITA À FOZ DO RIO SÃO FRANCISCO
Com partida em Brejo Grande, localizado a 137 km da capital, embarque no catamarã “Vaza-Barris”, sob o comando do capitão Eduardo Cardoso e você poderá desfrutar da bela vista no desaguar do Rio São Francisco: um monstro que nasce na Serra da Canastra (MG), percorre uma extensão de 2.800 km, banha 513 municípios, passa pelos estados de MG, BA e PE, e vai de ao encontro do Oceano Atlântico.

Navegação no São Francisco

Navegação no São Francisco

Além do visual no trajeto que passa por Piaçabussú, Pontal do Peba, Saramei e Povoado do Cabeço, você vai se deliciar com a variedade de lembrancinhas e artesanatos disponíveis na beira de rio, pois a embarcação faz uma parada para banho, passeio na praia e almoço (a bordo).

Artesanato às margens do São Francisco

Artesanato às margens do São Francisco

DICAS
Não deixe de arranjar um tempinho para conhecer a praia da Atalaia, o Parque dos Falcões e também visitar o Centro Histórico. Estando por lá, dê um pulo no Mercado Antônio Franco e também no Mercado Thales Ferraz pois ficam lado a lado.

Barraca de pimentas no Thales Ferraz

Barraca de pimentas no Thales Ferraz

O Bar do Xaxado, point com 44 anos de tradição, serve comidinhas típicas ao som do acordeon do velho sanfoneiro “Xaxado”, em parceria com um zabumbeiro. Para cortar o cabelo, que tal uma viagem no tempo? A barbearia do Miguel, no melhor estilo “anos 60” tem um barbeiro tocador de bandolim. Após o corte, você leva de brinde o som de “Seu Miguel e Ananias”.

Cachaçinha artesanal: típico da região

Cachaçinha artesanal: típico da região

Existem vários boxes recheados com artesanatos e literatura de cordel; um prato cheio para os apreciadores. A noitada pede um bom e velho forró. Vá até a orla e balance o esqueleto no bar Cariri ao som das modinhas nordestinas.

Literatura de cordel - Foto de Wellington Barreto

Literatura de cordel – Foto de Wellington Barreto

GASTRONOMIA
Como toda boa culinária nordestina, a sergipana não foge à regra e apresenta grande variedade de pratos, tais como Carne de Sol, Pirão de Leite, Maniçoba, Pirão de Capão, além de forte destaque para os peixes e frutos do mar. Fique atento! Caldinhos de camarão, caranguejo, siri, lambreta, sururu, mexilhão, ostra, aratú, entre outros, são deliciosos, mas vá com calma na mescla de iguarias para não ser pego de surpresa, afinal, seu organismo pode não estar acostumado com os temperos regionais. Siga o mesmo conselho e experimente as pimentas, você vai se surpreender.

Gastronomia local

Gastronomia local

CULTURA
A cultura popular sergipana é riquíssima, com grande diversidade de grupos folclóricos que constantemente dão um show a parte em apresentações pelas praças e pontos turísticos da capital. Artistas de rua, teatro, entre tantos, encantam o público com suas performances. A cidade ainda conta com eventos culturais de peso, tais como o Pré-Cajú, prévia carnavalesca que acontece em meados de janeiro. Projeto Verão, Festejos Juninos, Forró Caju, Primavera de Todos no Parque da Sementeira, fazem parte do pacote oferecido ao longo do ano.

Os talentosos jovens do Grupo Folclórico Sanfona de Ouro

Os talentosos jovens do Grupo Folclórico Sanfona de Ouro

O projeto social PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil), atende crianças de 7 a 15 anos e tem como objetivo, retirar os menores das ruas e do trabalho infantil para promover orientação escolar, introduzi-los no aprendizado de informática, música e algum tipo de ofício para o futuro. A excelente apresentação que assisti, do Grupo Folclórico Sanfona de Ouro, formado pelos talentosos jovens Adaílton, Júnior, Ivanildo, Bruno e Davi, comprova a eficiência das ações do PETI junto à comunidade local.

População ribeirinha no São Francisco

População ribeirinha no São Francisco

Aracajú - 49 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana

Canion do Xingó – Foto Alejandro Zambrana

Figura ímpar da cidade, o folclórico e saudoso “Zé Peixe”, ainda é considerado uma lenda, devido às suas incríveis aventuras. Entre diversas de suas proezas, o velho prático (manobrista de navios) tinha o costume de conduzir os navios em segurança para fora do porto e voltar do alto mar, a nado para o estaleiro, num percurso solitário de várias horas de braçadas.

COMO CHEGAR
Por transporte terrestre – através das rodovias BR 101, BR 235 ou pela Linha Verde (que liga a Bahia ao estado de Sergipe).
Aéreo – Desembarque no Aeroporto Internacional de Aracaju

AGRADECIMENTOS
Fotógrafos: Wellington Barreto e Alejandro Zambrana
ENSETUR – Empresa Sergipana de Turismo – www.enstur.se.gov.br – Tel: +55 (79) 3179-7553. – Saulo Coelho / Augusto Aragão / Thiago Paulino.
NOZESTUR / MF TUR / FUNCAJUR – Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Esporte – www.aracaju.se.gov.br – Tel: +55 (79) 3179-3682.
Prefeitura de Aracaju.
Grupo Sanfona de Ouro – Adaílton, Júnior, Ivanildo, Bruno e Davi.
PETI – Coordenadora Maria de Lourdes Britto.

ARACAJÚ

Aracajú - 58 - Foto paulo Greca
Aracajú - 57 - Foto paulo Greca
Aracajú - 59 - Foto paulo Greca
Aracajú - 56 - Foto paulo Greca
Aracajú - 60 - Foto paulo Greca
Aracajú - 55 - Foto paulo Greca
Aracajú - 53 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 47 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 49 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 45 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 51 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 44 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 41
Aracajú - 39
Aracajú - 37
Aracajú - 35
Aracajú - 33 - No comando do Vaza-Barris - Foto - Alejandro Zambrana
Aracaju - 30 - Por do Sol
Aracajú - 28 - Mercado Antônio Franco - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 25 - Passeio de buggy em Mangue Seco - Foto de Wellington Barreto
Aracajú - 21 - Point de agito da cidade de Aracaju
Aracajú - 23 - População ribeirinha no São Francisco 2 - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 19 - Forró no Cariri
Aracajú - 17 - Cânion do Xingó - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 12 - Xaxado e seu acordeon - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 15 - Banca de pimentas no Mercado Municipal - Foto de Wellington Barreto
Aracajú - 8 - População ribeirinha no São Francisco 3 - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 10 - Praia da Atalaia - Foto de Wellington Barreto
Aracajú - 6 - Passeio de canoa no Cânion do Xingó - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 4 - Pôr-do-sol em Mangue Seco - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 2 - Moquequinha artesanal da dona Raílda
Aracajú - 46 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 50 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 54 - Foto paulo Greca
Aracajú - 42
Aracajú - 38
Aracajú - 34 - Praia da Caueira - Foto Wellington Barreto
Aracajú - 29 - Mangue Seco
Aracajú - 24 - Shopping Mangue Seco - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 16 - Os talentosos jovens do Grupo Folclórico Sanfona de Ouro
Aracajú - 20 - Literatura de cordel 1- Foto de Wellington Barreto
Aracajú - 11 - Literatura de Cordel  - Foto de Wellington Barreto
Aracajú - 7 - Pontal do Peba
Aracajú - 52 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 3 - Pescador - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 43
Aracajú - 36
Aracajú - 27- Cidade Piranhas - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 18 - Entrada do Cânion do Xingó - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 1 - Canion do Xingó 1
Aracajú - 9 - Artesanato nas margens do São Francisco - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 40
Aracajú - 32 - Foz do Rio São Francisco - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 48 - Canion Xingó - Foto Alejandro Zambrana
Aracajú - 13 - Mercado Thales Ferraz
Aracajú - 22 - População ribeirinha no São Francisco 1 - Foto de Paulo Greca
Aracajú - 5 - Parada para banho no Cânion do Xingó - Foto Paulo Greca

 

 

 

Paulo Greca

JORNALISTA ESPECIALIZADO EM GASTRONOMIA E TURISMO - Parceiro no Portal BAND.com.br e colunista das revistas DROPSMAG - COOL MAGAZINE - BRASIL TRAVEL NEWS - MAIL: jornalismo@paulogreca.com.br

Você pode gostar...